Blog da Associação Amigos das Artes de Trás-os-Montes e Alto Douro

08
Dez 08

 

 

Não chorem

a minha morte

 

Não chorem a minha morte...

Foi só para vós,

Para outros estarei vivo.

A vida é página de um recorte

Nunca estareis somente sós

Nas minhas obras eu revivo

E quem as tiver, comigo está

Até ao outro mundo do lado d'lá...

 

Largos anos purificamos

Neste mundo renascemos,

É o vai e vem eterno

Da humanidade que somos.

Não chorem a minha morte...

Antepassados me aguardam

Mais o meu anjo da guarda

Numa festa de grande porte.

 

Vejo familiares e amigos

Prestam as últimas homenagens

Admirados fazem alguns juízos

Eu no ar me sinto nas nuvens

Minhas obras por mim falam

Tocam e retocam os sinos

De olhares alguns choram

Deus me quis e me conforto

Olhando-me fisicamente morto.

 

Parto com as cores do arco ires

Agradeço a Deus a permissão na terra

Passaros chilreiam os seus cantares

De vidas é mais uma que encerra,

De alma em paz a Deus sonhos levo

Viajar misteriosamente é esperança,

De novos treinos de mudança.

 

 

 

 

 

 

publicado por aaatmad às 16:02

Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
27

28
29
30
31


Participantes
pesquisar
 
blogs SAPO